TOP 5 ACONTECIMENTOS BIZARROS NO COMÉRCIO EXTERIOR

Bolinhas de natal, patinhos de borracha e maconha


Mais de 1000 contêineres são lançados ao mar todos os anos, muitas vezes caem do navio durante tempestades, outras são lançadas pelos próprios armadores se arriscarem a segurança da embarcação. E é por esse motivo que todos os anos o Brasil recebe em sua costa os produtos mais diversos possíveis.



Em 1992, um navio acidentalmente derrubou uma caixa contendo 28 mil patos de borracha, 26 anos depois, ainda se encontravam os patos flutuando pelo oceano e fazendo um tour pelo mundo. A empresa ofereceu USD 100,00 como recompensa por patinho devolvido.





11 de agosto de 2017, o navio Log In Pantanal sofre uma ressaca e precisa lançar ao mar 46 contêineres e um deles possuía uma infinidade de bolinhas decorativas de natal, o container em si, nunca foi localizada, mas as bolinhas 1 ano depois ainda chegavam no litoral paulista.



Como diz o ditado , se a vida te da um limão faça uma limonada, para conscientizar toda a população, sobre a quantidade de lixo marinho, foi montado uma árvore de natal na cidade apenas com o produtos encontrados no mar, incluindo as bolinhas, é claro.



Em 1987, o navio Solana Star , trazia uma grande quantidade de enlatados, aproximadamente 22 toneladas, até aí tudo bem. Porém dentro desses enlatados possuía uma grande quantidade de maconha.


Todas essas latas foram lançadas ao mar e apareceram boiando nas águas das praia brasileiras, foram encontradas desde o Rio Grande do Sul até o Rio de Janeiro.

Esse episódio ficou conhecido como verão da lata, e nunca foi descoberto a origem da maconha, alguns dizem Indonésia, outros Jamaica e outros

Iemanjá.




Piratas

Tá achando que é só em filmes da Disney que tem piratas?



Na vida real,tem muito pirata também, e esse número duplicou no oceano atlântico em 2018 e mais do que duplicou na África Ocidental, mesmo assim a região considerada mais perigosa é próximo a Jamaica.


Esses piratas podem agir de diferentes formas: invadindo navios cargueiros para retirar ou incluir droga na embarcação, roubando mercadorias ou sequestrando o navio inteiro com a tripulação em troca de um valor milionário para resgate.


Essas estatísticas, além de causar um prejuízo no momento em que o fato acontece, elas ainda encarecem a operação de transporte marítimo internacional, uma vez que é aplicado a taxa ERS - Emergency Risk Surcharge, que são custos adicionais ao transportar cargas em regiões perigosas.



FALÊNCIA HANJIN


A maior companhia de transporte marítimo da Coreia do Sul, Hanjin Shipping, declarou falência em 2016, deixando a tripulação e carga parados no meio do oceano, pois nenhum porto queria aceitar os navios, temendo que as taxas portuárias não fossem honradas.


Aproximadamente 540 mil contêineres, correspondente a 14bilhões de dólares, ficaram sem poder desembarcar em nenhum porto, deixando os proprietários das mercadorias, companhias de transporte marítimo e principalmente as famílias da tripulação desesperados com a crítica situação, jamais ocorrida antes.


O medo aterrorizava a todos a bordo, porque além de terem que ficar no navio por tempo indeterminado, ainda havia o risco de não receberem seu salário e o pior, dependiam de suprimentos e combustível de portos, que não poderiam atracar.


A solução foi outras companhias marítimas assumirem a responsabilidade das cargas, adicionando taxas altíssimas a quem fossem pagar o frete. Outra alternativa para os casos de urgência foi o frete aéreo, encarecendo ainda mais a operação.


Pessoas presas em contêineres


Essas podemos considerar apenas como lendas populares, já que fazem de tudo para abafar essas terríveis situações, pessoas que sem querer ficaram presas dentro do contêiner.


Existe um caso de um homem que ao realizar a vistoria do contêiner ficou preso durante 24 horas, o contêiner foi até movimentado e o rapaz foi quase exportado, por sorte sua mãe deu falta dele, e o terminal o localizou no dia seguinte.


Outra história, também na hora da fiscalização, um homem ficou preso dentro de um container, mas em pouco tempo o fiscal percebeu sua falta e abriu o container para liberar o homem


Dono de caminhão aluga helicóptero para buscar o container roubado

GTA Rio de Janeiro -


O dono de um caminhão roubado, resolve não esperar a policia e aluga um helicóptero para tentar resgatar o container com a mercadoria roubada no porto do Rio de Janeiro. Após 35 minutos de busca, o empresário localizou o container roubado por aproximadamente 60 bandidos, que balearam o helicóptero e ainda fugiram com a mercadoria.





Depois do ocorrido o empresário lamentou que a policia brasileira precisa de investimento urgente e que quem trabalha com transporte de cargas no Rio de Janeiro esta completamente vulnerável.


E você? Lembra de mais algum fato engraçado/bizarro/perturbador do comex ? Compartilha aqui embaixo!!!

15 visualizações