O VINHO NO COMÉRCIO EXTERIOR

O vinho, uma das bebidas mais antigas e apreciadas do mundo, é também um produto muito importante nas negociações internacionais. Com a expertise de famosos produtores mundiais como Itália, Portugal, Chile, França, dentre outros, países recorrem à importação para levar vinhos de alta qualidade e também diversificar o mercado interno. O vinho está entre os 100 produtos mais importados e exportados no mundo e movimenta bilhões de dólares anualmente.


Segundo os dados da Organização Internacional da Vinha e do Vinho (OIV) com sede em Paris, em 2019 foram produzidos 260 milhões de hl de vinho (1 hl = 100 litros) em todo o mundo.


A Itália, líder mundial há anos, representou 18% da produção mundial, foram os principais produtores:


Entretanto, quando se trata de consumo (per capita) Portugal é o líder mundial, a OIV mostrou que cada habitante bebeu no ano passado 62 litros em média!

Na América do Sul, Argentina e Chile que são importantes players no comércio internacional de vinhos também mostraram um alto índice de consumo, a Argentina ficou em 13º lugar com 24,8 litros/pessoa e o Chile em 18º registrou 15,8 litros por habitante. O Brasil, com consumo muito mais abaixo ficou na 23ª colocação, cerca de 2 litros por pessoa, apenas. Dentre os estados brasileiros, o ES foi o com maior consumo per capita (6,2 L/habitante) seguido do RS, RJ e SP.


Em 2020, os dados tem mostrado um novo cenário no consumo de vinho pelos brasileiros que com as medidas de isolamento vem optando pela bebida cujo 70% das vendas nacionais é feita por supermercados. No segundo trimestre desse ano, o consumo aumentou 72% em relação ao mesmo período de 2019. A preferência é o vinho nacional, mas dentre os importados, os chilenos são os mais consumidos pelos brasileiros.

· PRINCIPAIS IMPORTADORES E EXPORTADORES


Assim como líder mundial em produção, a Itália também é o principal exportador de vinho, Argentina e Chile também aparecem no top 10 desses dados obtidos com base em 2018.

Quanto à importação, os EUA lideram com 16% (US$5,86 bilhões), o Brasil que está longe desse valor importou US$385 milhões, sendo 40% oriundo do Chile, 15% da Argentina, 16% de Portugal e 11% da Itália.


Portugal, o 5º maior produtor de vinho da Europa, se mostrou interessado recentemente no acordo entre a União Europeia e o Mercosul visando a facilitação das exportações do vinho português para o Brasil, podendo competir com os vinhos sul americanos, quase 50% de todo o vinho produzido lá é voltado para a exportação.

· PARTICIPAÇÃO BRASILEIRA


Sexto maior produtor no hemisfério sul e 18º no mundo (produziu 2 milhões de hectolitros (hl) em 2019), o Brasil já possui mais de 1000 vinícolas espalhadas pelo país, sendo 90% micro ou pequenas empresas. Em 2018, exportamos US$9,27 milhões da bebida, sendo 62% para o nosso vizinho, Paraguai. Os Estados Unidos foram o segundo maior importador de vinhos brasileiros, somando US$692 mil no ano e em seguida Reino Unido, Equador, Colômbia e Chile foram os principais destinos do vinho "Made in Brazil".


Ao analisarmos um período de tempo maior, vemos como a participação brasileira no mercado internacional de vinhos vem se intensificando: entre 2015 e 2018, o volume de exportações saltou 177%, com ênfase para o espumante.


Além das famosas vinícolas do sul, cujo clima é mais favorável para a produção e consumo, a região do Vale do São Francisco, no nordeste brasileiro, já é um importante polo de produção, além de ter um ótimo desempenho da produção de uva: são duas safras e meia por ano. Desde os anos 80, projetos em Petrolina/PE e Juazeiro/BA movimentam a produção no local e nos últimos anos o Vale foi responsável por cerca de 15% de toda a produção nacional.


Com o aumento de consumo de vinho nacional e importado, o Brasil que já acumula alta nos últimos anos ainda tem um grande mercado a explorar, seja interna ou externamente, aumentando a produção e conquistando novos mercados!



Iara é graduanda em Relações Internacionais e Comércio Exterior. Produtora de conteúdo na página ComexLand com experiência de mercado na área comercial, de logística e importação.

64 visualizações