O AVANÇO DA TECNOLOGIA E SUA IMPORTÂNCIA NO COMÉRCIO EXTERIOR.

Quando se fala em logística e Comércio Exterior, uma das maiores preocupações das empresas é o cumprimento dos prazos e a redução do lead time para satisfazer o cliente final. Com as novas ferramentas tecnológicas disponíveis no mercado, percebemos cada vez mais a facilidade nos processos que visa mais eficiência e otimização nas operações.


BLOCKCHAIN


No processo tradicional dos pagamentos via carta de crédito, há dezenas de trocas de e-mails e documentos enviados fisicamente. Com o Blockchain, todos os envolvidos no processo estão interligados na rede, o que dispensa a troca de e-mails, não há o uso do Swift, a confirmação é feita em tempo real na plataforma e tão importante quanto o tempo para conclusão é a segurança e transparência das informações envolvidas.


Um caso famoso aconteceu em 2018, quando o HSBC do Reino Unido realizou uma operação de comércio internacional utilizando essa tecnologia, que reduziu o tempo de negociação de 10 dias para apenas 24 horas. A operação em questão foi uma exportação grãos de soja da Argentina para a Malásia. O papel do HSBC foi de completar uma carta de crédito para a multinacional responsável pela operação, uma empresa dos EUA do ramo de alimentos. 


Em setembro deste ano, a Vale anunciou ter realizado a sua primeira operação utilizando o recurso numa venda de minério de ferro da Malásia para a China. Quanto aos documentos de embarque, os mesmos foram transferidos via eSS DOCS.


Além do setor privado, as aduanas do Mercosul também estão conectadas pelo Blockchain, informação divulgada pelo governo no final do mês de outubro de 2020. A plataforma começou a ser utilizada pelo Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai para garantir agilidade e segurança no compartilhamento das informações sobre o comércio internacional entre eles, a previsão é que futuramente outros blocos econômicos consigam se integrar ao Mercosul a partir desse recurso.


A Câmara de Comércio Árabe-Brasileira também anunciou recentemente a implementação da tecnologia nas exportações de produtos brasileiros para países da Liga Árabe, agilizando e trazendo mais transparência para as operações. A utilização do blockchain também irá auxiliar na certificação de alimentos de acordo com as normas árabes, o halal.


INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL


Através do uso da Inteligência Artificial (IA), o Comércio Exterior vem se automatizando e garantindo a otimização do processo como um todo. A ideia de aproximar as máquinas e softwares à inteligência humana gera muito mais valor e ganho de escala, conseguindo auxiliar na etapa de prospecção de clientes e fornecedores, integrando os membros da equipe numa plataforma de compartilhamento e no acompanhamento dos embarques e monitoramento dos prazos, evitando erros.


Com o enorme número de concorrentes do setor, é essencial buscar o diferencial na sua empresa para atrair mais clientes e se manter sempre à frente nas inovações, evitando ferramentas obsoletas e contra produtivas. Outro fator muito relevante e benéfico ao se utilizar da Inteligência Artificial é a questão da diminuição de falhas que além de otimizar o tempo também evita prejuízos financeiros.


QUAL O FUTURO DO COMEX?


Essa é uma pergunta que todo operador do Comex gostaria de saber responder para se adiantar e garantir uma estabilidade profissional num futuro que não está tão distante. Apesar de ser impossível prever o futuro do Comércio Exterior e das profissões associadas a ele, a partir das mudanças que vem acontecendo nos últimos anos, fica fácil perceber que se adaptar às novas tecnologias é essencial para garantir uma boa colocação.


Além do conhecimento das tecnologias, o profissional que não quiser ser substituído por algoritmos e robôs deverá ser capaz de fazer mais que o operacional, visto que todos aqueles processos burocráticos vêm se tornando mais simples e automáticos. No entanto, estar sempre atento às mudanças no cenário político e econômico interno e externo e desenvolver soft skills (como boa comunicação, proatividade, senso de dono, saber lidar bem em equipe, etc) são alguns diferenciais que irão abrir portas para os profissionais da área.


Iara é graduanda em Relações Internacionais e Comércio Exterior. Produtora de conteúdo na página ComexLand com experiência de mercado na área comercial, de logística e importação.

29 visualizações