Dia Mundial do Meio Ambiente

O Dia Mundial do Meio Ambiente é celebrado no dia 05 de junho, estendendo até o dia 09 do mesmo mês as comemorações relacionadas a Semana do Meio Ambiente. A data em questão foi instituída em 1972 pela Organização das Nações Unidas (ONU) como forma de estimular os países a desenvolverem atividades sustentáveis no âmbito público e privado, promovendo assim ganhos em todas as esferas após décadas de descontrole com a natureza e priorização do desenvolvimento industrial sem pensar nas consequências negativas relacionadas ao meio ambiente.


E as empresas que atuam no cenário internacional realizando operações logísticas de importação e exportação, como podem reduzir os danos ao meio ambiente? Sabemos que os meios de transportes são um dos principais emissores de gases poluentes na atmosfera, então empresas que utilizam diversos modais para garantir a entrega aos clientes, devem se preocupar ainda mais em fazer isso da forma correta, diminuindo ao máximo essa contaminação do ar.


No ano passado, inclusive, foi criada uma nova regulamentação da Organização Marítima Internacional (International Maritime Organization), a IMO 2020, que reduziu de 3,5% para 0,5% o teor máximo de enxofre permitido nos combustíveis dos navios cargueiros. Para alcançarem essa nova determinação, obrigatória desde o dia 01 de janeiro de 2020, os navios têm a possibilidade de utilizarem dispositivos de controle da poluição do ar que removem partículas de enxofre diminuindo a quantidade de poluentes que são expelidos (os chamados “scrubbers”), além disso, a utilização de fontes alternativas de energia, que vêm se desenvolvendo mais a cada dia, também são uma ótima alternativa, como os motores a gás.


Além dessas regulamentações que muitas vezes são suscetíveis a multas por não cumprimento, as empresas podem adotar outras medidas que além de ajudar o meio ambiente também reduzem os custos operacionais a médio e longo prazo, como:

  • Otimização de processos: através de metodologias (como Lean, Canvas, Ágil, SCRUM, Kanban, 5S) as operações se tornam mais simplificadas, ou seja, novas formas de atuação são criadas para dar mais eficiência aos processos, o que gera redução de custos, melhor aproveitamento dos funcionários para as atividades e consequentemente ajudam o meio ambiente, pois as chances de erros são minimizadas, não gerando retrabalho e buscando sempre as soluções que equilibrem menor tempo e distância.


  • Controle de emissão de GEEs: existem algumas ferramentas, como o opacímetro, que analisam a densidade da fumaça expelida para que as empresas verifiquem se a emissão dos poluentes está dentro do limite estabelecido pelos órgãos competentes, evitando assim multas e claro, contribuindo para a redução dos danos na nossa atmosfera.


  • Frete neutro: existe o Selo Frete CO2 Neutro, que consiste na verificação de empresas que possuem compromisso ambiental em compensar a emissão de gases de efeito estufa provenientes da sua logística através de investimentos em outras áreas, como a viabilização de projetos de desenvolvimento sustentável, investindo em pesquisa e desenvolvimento sobre esses temas e evitando práticas como o desmatamento.

Assim, a mentalidade das empresas vem mudando com a nova percepção de que é possível ter um equilíbrio entre o lucro e a sustentabilidade, e que o saldo final é favorável para todos, pois garante a saúde financeira da empresa com um meio ambiente melhor para se viver em questões de saúde, qualidade de vida e bem estar.


Que a partir dessa semana de conscientização, nós possamos rever algumas atitudes e criar novos hábitos que ajudem na preservação ambiental, pois o esforço individual gera um bem estar coletivo quando todos estão com o mesmo objetivo.


Iara é graduada em Relações Internacionais e Comércio Exterior. Produtora de conteúdo na página ComexLand com experiência de mercado na área comercial, de logística e importação.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo