Como ser um Despachante Aduaneiro 4.0?

Atualizado: Mai 2

25 de abril dia do despachante aduaneiro


Hoje, 25 de abril, é celebrado o dia de uma antiga profissão: a de Despachante Aduaneiro, esse profissional que atua como representante de importadores e exportadores na aduana e órgãos anuentes. Ele é responsável por acompanhar vistorias, receber mercadorias desembaraçadas, apresentar documentos relativos ao despacho e realizar todos os processos necessários para a liberação da carga.


Em 1850, o Imperador Pedro II promulgou o Primeiro Código Comercial, estabelecendo os caixeiros como responsáveis pelo despacho das mercadorias. Dez anos depois foi criada a necessidade do despachante aduaneiro pela primeira vez, em conjunto com o caixeiro.


Desde então, a profissão de Despachante Aduaneiro veio se adaptando ao longo do tempo, enfrentando mudanças na legislação, nas tecnologias, na infraestrutura, na indústria e em diferentes setores, que sempre exigiram uma atualização constante por parte desse profissional. Ao longo deste texto veremos o que é o Comércio Exterior 4.0 e como esse profissional pode se adaptar a essa nova era.


A humanidade já enfrentou três grandes revoluções industriais: a primeira da invenção da máquina à vapor, a segunda do aprimoramento das máquinas e a terceira da globalização e junção da tecnologia à ciência. Atualmente vivemos uma expectativa, mas alguns países já estão sendo pioneiros e dando passos iniciais na quarta revolução: a da conectividade das máquinas e automatização.


Trazendo isso para o campo do Comércio Exterior, pelo excesso de burocracias que o envolvem essa é considerada uma área tradicional, porém nunca se falou tanto no termo “Comex 4.0”, que diz respeito a essa nova revolução industrial e os resultados do avanço no uso de novas tecnologias, como automatização, computação em nuvem, centralização de informações e redução de tarefas redundantes nos processos de importação e exportação.


Com softwares capazes de gerir processos, algumas atividades da rotina do Despachante podem se tornar obsoletas, mas nota-se que, por esse profissional possuir grande conhecimento na área, a busca por consultoria aduaneira está cada vez maior. O Despachante que entende esse novo modelo de negócio e consegue se adaptar e compartilhar seus conhecimentos com clareza, com certeza terá sucesso no Comex 4.0 e conseguirá, desta forma, se adaptar a mais esse desafio.


Em 1963, o professor Leon C. Megginson, referindo-se ao “Origem das Espécies”, de Charles Darwin, proferiu a seguinte frase (e que hoje pode ser aplicada de maneira análoga ao que estamos falando):



“Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças”.

Abaixo listaremos quatro dicas que podem potencializar a carreira do Despachante Aduaneiro, transformando-o em um profissional 4.0:


Novas habilidades e novas formas de comunicação


O profissional deve sempre buscar por desenvolvimento, além das hard skills (aquelas habilidades técnicas que podem ser comprovadas através de diplomas e certificados), também são necessárias as soft skills: as habilidades comportamentais que uma pessoa adquire ao longo de sua experiência de vida.


No Comércio Exterior 4.0, as principais soft skills necessárias serão:


  • capacidade analítica;

  • inteligência emocional;

  • liderança ou autoliderança;

  • negociação;

  • criatividade;

  • pensamento crítico; e

  • boa comunicação


Quando falamos em novas habilidades também devemos ressaltar que as formas de comunicação mudaram. Segundo uma pesquisa da Hootsuite, há 4.3 bilhões de pessoas conectadas à Internet ao redor do mundo, ou seja, 57% de toda população mundial está se comunicando online.

Despachantes Aduaneiros possuem uma expertise inigualável na área, e sabemos que conteúdo e grandes histórias é o que não faltam na bagagem desse profissional. As redes sociais como LinkedIn, Instagram, Youtube ou, ainda, o estreante Clubhouse, são o ambiente ideal para o Despachante 4.0 compartilhar seus conhecimentos, histórias, fazer networking, criar novos negócios, oportunidades e parcerias.



Ou se você preferir, para os mais clássicos, outra forma de melhorar a comunicação e o networking ainda é participar de eventos e comunidades da área, só não deixe de fazê-lo!


Oportunidades x Novos Entrantes


Dados empregados da maneira correta podem se transformar em lucro. Use técnicas analíticas com clientes que você já possui, dessa forma é possível identificar possíveis gaps de mercado ou as dores de seus clientes e, ainda, oportunidades ou novos negócios que podem ser explorados.


Porém, tenha cuidado com essa armadilha: alguns Despachantes acabam se acomodando por saberem que possuem uma grande experiência na área, mas é necessário ter muita atenção aos novos entrantes, pois apesar da pouca experiência, vale lembrar que fazem parte de uma geração que já nasceu com a tecnologia na palma da mão. Por esse motivo, mais uma vez destaca-se a importância da adaptação às transformações digitais.


Tecnologia a favor do Despachante;


Com a chegada de novas tecnologias oferecidas pelo Governo Federal, ou até mesmo por parte de empresas privadas, profissionais do Comex podem se perguntar “meu emprego pode ser substituído por uma tecnologia?”. Seria um erro afirmar categoricamente que não, mas a tecnologia pode atuar de diferentes formas a favor do Despachante Aduaneiro, desde a prospecção do seu cliente com ferramentas de Business Intelligence, rastreio da chegada das cargas e até mesmo com a integração automatizada com os sistemas do governo e das companhias de transporte. Os benefícios de um profissional utilizar tecnologia são diversos, dentre os quais podemos citar:


  • Maior organização dos processos;

  • Melhor análise de dados para tomada de decisões assertivas;

  • Redução de gargalos logísticos;

  • Tempestividade sobre possíveis problemas;

  • Mais agilidade nas operações; e

  • Precisão nas informações.


Leia mais: Expectativas: Portal Único de Comércio Exterior em 2021



As inovações do mercado do Comex ajudam a facilitar e agilizar os trâmites de importação e exportação, razão pela qual o Despachante deve estar sempre atento sobre quais são elas e avaliá-las para uso próprio ou para indicar aos seus clientes.


Nota-se que o Despachante Aduaneiro, ainda que sendo um dos players mais importantes do Comércio Exterior, está diante de alguns desafios nesse novo momento. Com seus conhecimentos e experiências já adquiridos somados à tecnologia e digitalização, o profissional pode se tornar um Despachante 4.0.




Artigo escrito por Kauana Benthien A. Pacheco


Kauana é formada em Negócios Internacionais e é pós-graduanda em Big Data & Market Intelligence. Kauana é a fundadora da ComexLand, onde atua como especialista em marketing focado para empresas do Comércio Exterior e Logística Internacional.



Artigo escrito para a LogComex





Precisa de produção de conteúdo de Comércio Exterior para o seu blog e/ou redes sociais? Entre em contato conosco: atendimento@comexland.com

39 visualizações0 comentário