Como manter os embarques e a qualidade dos processos em época de crise.

A crise provocada pelo coronavírus, não será a primeira e nem a última que o comércio exterior enfrentará. Aliás, nós já passamos por algumas, como observamos no artigo “Crises que o comércio exterior já enfrentou”.


O desespero antecipado está batendo na porta de muitas empresas do ramo, porém esse não é o momento de encerrar contratos, demitir colaboradores, desistir do marketing ou aumentar os preços. Esse é o momento de analisar, aprender e arriscar. Assim como em todas as outras revoluções que passamos que nos fizeram chegar até aqui.


“Analisar os motivos da crise, aprender o que não repetir e arriscar novos negócios.”

Este artigo tem como objetivo auxiliar os players de comércio exterior a manter ou aumentar sua quantidade de embarques, bem como a qualidade dos processos, durante esse momento de incertezas.


O Banco Mundial, citou no documento “The World Bank Trade and Covid-19 Guidance - Note: Managing Risk and Facilitating Trade in the Covid-19 Pandemic”, um manual de boas práticas para o comércio internacional. No item “Melhores práticas”, o Brasil foi um exemplo para o mundo em políticas de redução tarifária, facilitação de comércio e agilização alfandegária.


Que tal reduzirmos barreiras e facilitarmos as operações também dentro das empresas privadas?


Entregue valor ao seu cliente, muitas empresas estão buscando reduzir custos, então conquiste seus clientes entregando o melhor serviço e demonstrando preocupação com a situação atual.


No momento da cotação, busque entender o target e objetivos, seja direto para enviar os melhores preços. Na operação não se esqueça das boas boas práticas de conferência documental e o envio do follow up no momento correto.


Fidelize seu cliente enviando informações e notícias relevantes para os processos, mostre aos clientes como você pode ajudá-lo a reduzir de custos, por exemplo, benefícios propostos pelo governo na importação e novas normas de deferimento automático na liberação, para trazer mais agilidade ao processo.


Mesmo com o distanciamento físico, mais do que nunca precisamos nos unir. O networking é fundamental tanto para empresas, quanto para profissionais, pois permite a integração e compartilhamento de informações. E sabemos que informações são cruciais para o bom funcionamento das operações de importação e exportação.


Capacite seus fornecedores e colaboradores, explique a atual situação em que a empresa se encontra e crie um bom relacionamento, a fim de facilitar trâmites e reduzir custos.


O segredo para manter a quantidade de embarques é entender os problemas que os importadores e exportadores estão enfrentando e entregar soluções.


Não seja pessimista, em breve a situação voltará ao normal, e quando isso passar, o que você terá aprendido? Deixe nos comentários!



Artigo escrito por Kauana Pacheco para a UxComex

Kauana tem seis anos de experiência no comex, é formada em Negócios Internacionais e cursa pós graduação em Big Data & Market Intelligence. É criadora da página de conteúdo sobre comércio exterior, ComexLand, onde escreve sobre economia global e comércio internacional.