O que é BlockChain e qual a sua relação com o comércio exterior?

A moeda virtual Bitcoin deu o que falar com o seu grande aumento repentino. Investidores mais agressivos não se importaram com a volatilidade, enquanto outros criticaram e afirmaram apenas ser uma bolha. Porém, uma coisa é certa, o conceito de blockchain veio para ficar e aumentar a tecnologia de transações financeiras no mundo.


A blockchain é uma tecnologia que visa a descentralização como medida de segurança. São bases de registros e dados distribuídos e compartilhados que têm a função de criar um índice global para todas as transações que ocorrem em um determinado mercado.

Mas o que o Comércio Exterior e a Blockchain tem em comum?


Apenas quem atua no Comércio Exterior sabe como o tempo é importante e como as transações financeiras entre países costumam ser burocráticas e lentas. A Blockchain oferece essa agilidade nas transações internacionais e segurança ao mesmo tempo.


No dia 14 de Maio de 2018, o banco HSBC anunciou aos quatro cantos do mundo ter realizado, juntamente com o banco holandês Dutch ING, a primeira transação de comércio internacional utilizando somente a tecnologia blockchain, ao intermediar a comercialização de um carregamento de soja da Argentina para a Malásia. - Financial Times

O sucesso dessa transação em um processo de exportação entre Argentina e Malásia, indica que a Blockchain pode se tornar comum no mercado internacional em um futuro breve. Atualmente são diversos envolvidos nas transações internacionais, demorando até 5 dias para a operação se concluir e apresentando riscos, prazos e diversas questões cambiais, enquanto isso a utilização das moedas digitais podem ocorrer instantaneamente.


Carta de crédito, cobrança documentária e pagamento antecipado são algumas das possibilidades existentes atualmente, mas todas exigem documentos e outros requisitos que comprometem a agilidade do processo.

Quais são as vantagens de utilizar Blockchain para transações internacionais?


  • Agilidade;

  • Redução da utilização de papel;

  • Redução da necessidade de agentes intermediários nas operações financeiras;

  • Menos burocracia;

  • Mais volume e menos custos;

  • Menos erros.


Os custos serão reduzidos significativamente, uma vez que, não haverá necessidade de muitos envolvidos na operação. E como tempo é dinheiro, as empresas irão se beneficiar de muitas formas.


Outra vantagem da Blockchain na importação e exportação é o uso dessa tecnologia para o rastreamento de embarques e containers, otimização da distribuição e acompanhamento dos fretes.


"O blockchain, está revolucionando o comércio exterior e quem atua nesta área terá que conviver em breve com esta nova realidade." - Lyssa Calvalcanti, escritora do blog administradores.com.br

“Este é um momento decisivo no comércio. A Blockchain elimina a necessidade de reconciliação de papel, uma vez que todos os participantes estão integrados a uma plataforma e as atualizações ocorrem instantaneamente”- Vivek Ramachandran, chefe de Inovação e Crescimento do HSBC Commercial Bankin

Qual a sua opinião sobre o uso de Blockchain para transações internacionais? Deixe nos comentários.

63 visualizações