Agentes de cargas precisam de um perfil nas redes sociais?

No atual mundo em que vivemos, a comunicação digital é uma das principais formas de alcance dos espectadores. A facilidade de acesso e distribuição da informação, junto do crescente uso dos aparelhos digitais, torna essa combinação a melhor forma de alcançar seu público alvo.


Isso é o que você vai ler em qualquer site de marketing digital que esteja explicando a importância da sua empresa estar presente nas redes sociais. Mas já sei que você, agente de carga, fica se perguntando se no mundo de comex é realmente necessário esse investimento (nem tanto de dinheiro, mas muito mais de tempo), já que o famoso boca a boca funciona de forma muito mais eficaz e apresenta resultados mais diretos, afinal, estamos falando de empresas de todos os segmentos imagináveis. Será que um importador de válvulas vai realmente buscar agentes de carga no instagram?


Em marketing digital, as redes sociais são canais de divulgação, atração e relacionamento direto com os clientes, muitas vezes funcionando como uma espécie de SAC. No entanto, não adianta padronizar o uso das redes como um todo e de cara já descartá-las para o mundo de comércio exterior. Afinal, você pode me dizer rapidamente que nenhum exportador já parou para tirar dúvidas do embarque na página do Facebook da sua empresa.


Sendo assim, agentes de carga devem se esforçar para estar presentes nas redes sociais?

Para responder essa pergunta você precisa entender qual a estratégia de cada canal. Cada rede social tem um público específico, exige uma linguagem particular e tem um objetivo diferente.


O facebook e o instagram, por exemplo, são redes com muito conteúdo visual, feitas para oferecer dicas relevantes, investir no relacionamento e compartilhar vídeos. O instagram, particularmente, faz muito uso de hashtags e transmissões ao vivo, que podem categorizar seu conteúdo e dar uma atenção especial à determinado assunto.


No entanto, você já se perguntou onde está seu público alvo? Onde estão as empresas que importam e exportam e precisam do seu serviço como solução?


Estas estão presentes em absolutamente todas as redes, através de seus profissionais de comex. Entretanto, esses profissionais muitas vezes não se identificam como tal, a não ser em uma única rede específica: linkedin.


Toda empresa tem a pessoa que decide o agente de carga a ser escolhido para as operações. Essa pessoa pode ser desde o estagiário, a assistente, o analista ou a gerente de Supply Chain.


Atualmente praticamente todos possuem algum perfil em redes sociais, mas não adianta buscar sua pessoa em um momento em que ela não está disposta a ver o seu conteúdo.

Que tal focar na rede criada justamente para compartilhar informações técnicas e aprofundar o seu perfil como empresa, buscando estar presente no linkedin daqueles que se dizem os tomadores de decisão do serviço que você vende?


“Mas como conseguir fechar um embarque através do linkedin?”


Primeiro você não deve enxergar a rede social como um canal de vendas. Ela é o seu canal de visibilidade e comunicação com o seu público alvo, sendo muito satisfatória para que ele veja como você tem propriedade no assunto.


Quem nunca recomendou um restaurante a um amigo sem nunca ter ido no local, somente pelas fotos bonitas dos pratos? “Conheço um lugar que parece ser muito bom”.


Talvez você não precise ser o mais presente na rede social, mas se for, também colherá os frutos. É muito importante lembrar que o mercado de comércio exterior é muito antigo e ainda vai mudar drasticamente nos próximos anos. Temos mudanças eminentes vindo, como a DUIMP, que modificarão toda a forma como trabalhamos. Será que as novas automatizações não estarão acompanhadas de uma necessidade de modernização e mais presença dos agentes de carga?


Já pensou que interessante seria para o importador ver histórias de embarques parecidas com os dele, sendo contadas por um agente de carga que propõe uma solução diferente da convencional?


Que tal apostar em buscar as empresas chaves do ramo que você quer atuar e enviar o seu perfil mostrando vídeos interativos que demonstrem como você possui um follow up automático e como isso gera satisfação para seus clientes, com diversos comentários positivos na postagem?


Eu, como importadora, adoro encontrar os meus parceiros logísticos no linkedin e olhar para o rosto da operação que me atende. Já imaginou que a sua empresa pode ser aquela que apresenta seus funcionários com orgulho e ainda enaltece seus clientes com postagens de operações bem-sucedidas?


O foco no linkedin nesse texto se deu por um funil claro de conteúdo que é apresentado lá. No entanto, cabe somente à sua imaginação perceber como sua empresa pode se encaixar em cada rede e assim conseguir mais visibilidade. Use a criatividade para pensar à frente do tempo atual e entender como as novas gerações do comex lidarão com as mídias digitais.


Esqueça a ideia de que tudo o que é compartilhado deve gerar um retorno em dinheiro. As vezes um elogio vale mais do que um prêmio.


Gostou do conteúdo? Fique de olho em nossas redes: em nosso último texto da série, falaremos sobre como nem todo importador e exportador precisa ser cliente da sua empresa.


Artigo escrito por Julia Caetano:


Julia Caetano é formada em Relações Internacionais pela ESPM Rio e cursa pós-graduação em Gestão de Projetos. Amante do mercado externo, trabalha na área há 4 anos, além de ser produtora de conteúdo para o ComexLand.


Parceria: UXComex



A ComexLand ajuda você a gerenciar e produzir conteúdo para as mídias sociais, entre em contato conosco em comexinsta@gmail.com